12 de junho de 2018

PARA CONTER VÍRUS, MP DIZ PARA USUÁRIOS REINICIAREM ROTEADOR

Segundo investigações das empresas de tecnologia Cisco e da Ars Technica, mais de 600.000 roteadores estão infectados em 54 países – permitindo a coleta ilegal de dados pessoais dos usuários  

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) recomenda que usuários brasileiros reiniciem seus roteadores domésticos para evitar a propagação do programa malicioso VPNFilter, vírus que pode roubar dados pessoais e bloquear o acesso à internet. Ao reiniciar o equipamento, a ação do vírus é interrompida temporariamente. Segundo o MPDFT, essa ação ajuda na identificação de roteadores infectados.
O VPNFilter também é capaz de direcionar usuários para sites falsos de instituições bancárias e de e-commerce. Os usuários também devem desativar as configurações de gerenciamento remoto e fazer uso de senhas fortes. Manter o software do roteador atualizado também é recomendável.
Desde setembro de 2017, o MPDFT vem investigando fraudes bancárias, como estelionatos e furtos, cometidos por meio de roteadores infectados. Ainda assim, a recomendação do órgão brasileiro foi realizado após o FBI emitir alerta sobre a infecção há mais de duas semanas.
Segundo investigações das empresas de tecnologia Cisco e da Ars Technica, mais de 600.000 roteadores estão infectados em 54 países – permitindo a coleta ilegal de dados pessoais dos usuários.
“Só ligar e desligar o roteador não faz com que o vírus seja desinstalado”, disse o advogado e pesquisador em direitos digitais do Idec, Rafael Zanatta, em nota. “Um primeiro passo é resetar o roteador (segurando o botão reset por cinco segundos) para que ele volte às definições de fábrica. Depois, é preciso instalar as atualizações de sistema e modificar a senha de acesso ao sistema do roteador. Não se trata de mudar a senha do WiFi, mas do usuário e senha das configurações do roteador”.
Confira a lista dos roteadores afetados pelo vírus VPNFilter:
ASUS: RT-AC66U; RT-N10; RT-N10E; RT-N10U; RT-N56U; RT-N66U.
D-LINK: DES-1210-08P; DIR-300; DIR-300A; DSR-250N; DSR-50ON; DSR-1000; DSR-1000.
HUAWEI: HG8245.
LINKSYS: E1200; E2500; E3000; E3200; E4200; RV082; WRVS4400N.
MIKROTIK: CCR1009; CCR1016; CCR1036; CCR1072; CCR109; CCR112; CCR125; RB125; RB411; RB450; RB750; RB911; RB921; RB941; RB951; RB952; RB960; RB962; RB1100; RB1200; RB2011; RB3011; RB Groove; RB Omnitik; STX5.
NETGEAR: DG834; DGN1000; DGN2200; DGN3500; FVS318N; NBRN3000; R6400; R7000; R8000; WNR1000; WNR2000; WNR2200; WNR4000; WNDR3700; WNDR4000; WNDR4300; WNDR4300-TN; UTM50.
QNAP: TS251; TS439 Pro; Outros equipamentos da QNAP NAS com software QTS.
TP-LINK: R600VPN; TL-WR741ND; TL-WR841N.
UBIQUITI: NSM2; PBE M5.
UPVEL: Modelos desconhecidos.
ZTE: ZXHN H108N.
Fonte: Veja.com – Por: Thaís Augusto

PUBLICAÇÕES MAIS ACESSADAS

CONSULTORIA E ASSESSORIA JURÍDICA PERSONALIZADA

PROCONS ESTADUAIS

DEFESA DO CONSUMIDOR

AGÊNCIAS REGULADORAS



.....................................................